Sobre Rotary International

Hmm

Por que a uniformidade da marca do Rotary é importante?

Por: Liz Thiam, especialista em marcas do Rotary

Como especialista em marcas do Rotary, vejo placas da nossa organização em todos os lugares. Até meus filhos apontam para placas do Rotary quando vamos para algum lugar. Portanto, quando participei de um evento rotário na minha cidade no ano passado, não pude deixar de notar a maneira em que o logotipo do Rotary estava sendo usado.

No início, fiquei feliz de ver o logo do clube em uma placa de boas-vindas aos participantes. Mas depois, vi em uma faixa a imagem da roda do Rotary no formato de uma panqueca. No estande, havia outra faixa enorme com a antiga roda do Rotary que já não usamos mais. Os associados do clube estavam todos vestindo camisas polo com a antiga roda do Rotary, mas distribuindo folhetos com o logotipo atualizado do clube. Em cada uma das cinco oportunidades de promover o clube, eles estavam usando um logotipo diferente. Era desconcertante e confuso.

Continuar lendo

Rotary: projeto agiliza reconstrução facial para pacientes de câncer

Perder partes do rosto, como o nariz, a orelha ou um olho, por exemplo, são sequelas pelas quais passam muitos pacientes de câncer. Essa perda pode impossibilitar atividades básicas como comer ou até mesmo impedir o convívio social dessa pessoa. Por isso, a reconstrução facial é tão importante e precisa ser feita com rapidez. Em Jaú, interior de São Paulo, foi um projeto do Rotary que tornou possível essa realidade.

Impressora 3D e prótese já impressa: avanço na recuperação facial de pacientes com câncer
Continuar lendo

Três maneiras de criar um ambiente livre de assédio no Rotary

Katey Halliday

Por Katey Halliday

Não há lugar para assédio no Rotary. As pessoas não entrarão ou permanecerão na nossa organização se forem expostas esse tipo de atitude.

Manter um ambiente livre de assédio em reuniões, eventos e atividades é uma norma do Rotary. Ela deixa claro que tal comportamento não será tolerado e estipula que todos os líderes da organização, inclusive os presidentes de clube, devem receber treinamento anual sobre os regulamentos do Rotary International referentes ao assunto.

Mas será que cabe apenas aos líderes assegurar que o Rotary seja um local livre de assédio? É claro que não. É preciso que cada um de nós crie e mantenha uma cultura que não tolere, ignore ou justifique o assédio.

Continuar lendo

O nosso 2020 no Rotary

Este ano não foi absolutamente como esperávamos, mas o Rotary se adaptou de diferentes formas e se manteve em ação para ajudar comunidades em todo o mundo. Aqui, contamos para você um pouco sobre os principais destaques de nossa organização nesse ano totalmente incomum.

A pandemia do coronavírus colocou colaboradores e associados em torno de uma nova causa: apoiar o combater à grave doença que assola o mundo. Para isso, investimos milhões de dólares em subsídios globais e em subsídios para assistência em caso de desastres. Somente no Brasil, foram aplicados mais de USD 2 milhões ou R$ 11,11 milhões.

Continuar lendo

Três maneiras de tornar seu clube mais inclusivo

Por Katey Halliday

O Rotary adotou recentemente uma declaração de diversidade, equidade e inclusão que envia uma forte mensagem de que abraçamos a inclusão. Com clubes em todo o mundo, nossos projetos e serviços alcançam uma ampla gama de pessoas. Portanto, já somos diversificados. Mas um segundo ingrediente, a inclusão, é a chave para promover e manter todos os benefícios dessa diversidade. Até que ponto seu clube é inclusivo?

O Rotary está trabalhando para criar nos clubes experiências onde todos os indivíduos se sintam bem-vindos, respeitados e valorizados como associados.
Continuar lendo

Empodere comunidades para vencer os desafios da Covid-19

Por Bonaventure Fandohan, gerente da Área de Enfoque de Desenvolvimento Econômico e Comunitário

Ajudar pequenos negócios a sobreviver é essencial para a recuperação da economia local

A Covid-19 está afetando profundamente a classe trabalhadora do mundo, especialmente em países em desenvolvimento. Além da ameaça à saúde pública, a pandemia prejudica a subsistência de longo prazo e o bem-estar de milhões. Enquanto o resultado final ainda é incerto, a pandemia irá resultar em retrocessos na grande maioria dos mercados emergentes e economias em desenvolvimento.

Continuar lendo

O fim da pólio em maçãs

Por Motoaki Sagara, presidente da Comissão de Imagem Pública e TI do Distrito 2530, no Japão

Rotarianos do Distrito 2530 vendendo as maçãs durante a Conferência Distrital.

Como podemos fazer com que mais pessoas conheçam o trabalho do Rotary na erradicação da paralisia infantil? Esta foi a pergunta que o meu distrito fez recentemente. Não é fácil atrair a atenção do público para o assunto, ainda mais no Japão, onde o vírus selvagem da pólio já não existe há décadas.

Continuar lendo

Rotary e Fundação Dorina Nowill: capacitar para incluir

Professores aprenderam a usar equipamentos para auxílio na leitura

Como incluir crianças cegas ou com baixa visão dentro do sistema educacional se os professores não estão capacitados para lidar com essas deficiências? Foi para ampliar o quadro de profissionais com esses conhecimentos e possibilitar que essas crianças possam estudar e aprender que o Rotary e a Fundação Dorina Nowill para Cegos realizaram uma importante parceria: o projeto Capacitar para Incluir.

Realizado pelo Rotary Club São Paulo – Liberdade, com apoio do Rotary Club Fujinomiya, do Japão, o projeto investiu US$ 30.379 na capacitação de 169 professores, entre abril e maio de 2019.

Continuar lendo

Por que eu finalmente entrei para um Rotary Club

Por Erin Maloney

Erin Maloney assistindo à gravação da Convenção de 2020 (na tela, seu irmão Mark Maloney, presidente do Rotary International em 2019-20.

Até meados deste ano, eu nunca havia pensado em me associar a um Rotary Club. Apesar de ter me envolvido em projetos – desde o combate à violência doméstica até o oferecimento de aulas de música –, o modelo tradicional do Rotary, com reuniões semanais, nunca me atraiu.

Continuar lendo

Rotary oferece novo caminho a dependentes químicos

Projeto ensina ténicas de panificação em Guaratinguetá

Ter uma profissão é um dos passos fundamentais para a ressocialização de pessoas que passam por tratamento de dependência química. E para os pacientes da Fazenda da Esperança, em Guaratinguetá, interior de São Paulo, a ajuda para vencer essa etapa veio do Rotary Club da cidade que, literalmente, os ensinou a colocar a mão na massa.

Continuar lendo