O Ciclo do Projeto (Parte 3): principais pontos

Dez dicas para aquisição de recursos para um projeto bem-sucedido

serviceproject_webinargraphic_PT-03Por Ellina Kushnir, Programas do Rotary

Imagine o seguinte cenário: seu clube fez uma avaliação das necessidades da comunidade e identificou aquelas que devem ser atendidas por um projeto humanitário. Você fez o planejamento de um projeto e está pronto para arregaçar as mangas e entrar em ação. Como e quando você deve começar a arrecadar fundos? Como encontrará um parceiro para o Subsídio Global? Qual a melhor forma de recrutar voluntários? Onde encontrará especialistas sobre o assunto para ajudá-lo e orientá-lo durante o projeto?

O terceiro webinar da série O ciclo do projeto deu enfoque à aquisição de recursos para realizar atividades sustentáveis e de grande impacto. Assista à gravação do webinar e leia as dicas abaixo sobre como encontrar apoio para seu projeto:

  1. Comece localmente. Clubes e distritos devem primeiro procurar na própria comunidade os recursos que precisam para implementar o projeto – sejam fundos, voluntários, suprimentos ou parceiros. Quando a comunidade investe recursos, ela está mais disposta a se envolver no projeto, assegurando o sucesso de longo-prazo da atividade.
  2. Subsídios do Rotary. Há dois tipos de subsídios para ajudar clubes e distritos a financiar seus projetos: Subsídios Distritais e Subsídios Globais.
  3. Rotary Ideas. A plataforma de crowdsourcing do Rotary ajuda Rotary Clubs a procurarem assistência para seus projetos, dando-lhes acesso a uma ampla rede digital. Os clubes postam o que precisam e compartilham o pedido em redes sociais, blogs, e-mails e websites. As pessoas podem contribuir diretamente através da ferramenta e não precisam ser da família rotária.
  4. Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário. Organize um NRDC, que é um grupo de não rotarianos da comunidade que colaboram em projetos do Rotary Club patrocinador. Tais grupos ajudam a mobilizar a comunidade, asseguram que as atividades implementadas reflitam a cultura e os costumes locais, e ajudam a garantir que as necessidades sejam atendidas.
  5. Grupos Rotarianos em Ação. Formados por membros da família rotária, estes grupos oferecem conhecimentos técnicos para projetos humanitários em uma área de enfoque. Atualmente há 19 Grupos Rotarianos em Ação para ajudar clubes e distritos a avaliarem as necessidades da comunidade, incorporarem componentes de monitoramento e avaliação no projeto, e obter financiamento.
  6. Parcerias. O investimento de tempo para formação de parcerias, especialmente a nível local, ajuda na aquisição de recursos e assegura a sustentabilidade, conhecimentos técnicos e impacto duradouro do projeto.
  7. Líderes rotários. Os governadores indicam anualmente rotarianos para liderar comissões e auxiliar clubes e distritos com suas iniciativas humanitárias.
  8. Evento rotário. Muitas parcerias começam com um encontro casual em algum evento da nossa organização, como Convenção do RI, Assembleia Internacional, feira de projetos, reunião distrital, ou visita a um Rotary Club de outro país. Não perca estas oportunidades!
  9. Jovens profissionais . O envolvimento de jovens profissionais traz energia e oportunidades para continuidade. Além disso, os jovens colaboram com ideias inovadoras de como atender às necessidades da comunidade e implementar o projeto.
  10. Comunicação. A chave para fortalecer relacionamentos e obter os recursos necessários é ter uma comunicação transparente e consistente. Os coordenadores de projeto devem manter todos informados sobre o que está acontecendo para evitar duplicação de esforços.

 

Visite Meu Rotary para mais informações.

Lições aprendidas com o webinar “O Ciclo do Projeto: Parte 1”

Dez dicas para realizar um projeto de sucesso

serviceproject_webinargraphic_PT-01Sheena Lilly, Equipe do Quadro Associativo do Rotary

Em 2013-14, com a ajuda de mais de 35 rotarianos, realizamos a série de webinars “O Ciclo do Projeto”. Tivemos a participação de mais de 2.400 pessoas, que se juntaram a nós para aprender e compartilhar dicas sobre a realização de projetos.

A primeira sessão da série foi uma introdução a todas as fases do projeto. Confira a gravação e leia as dicas a seguir para ter sucesso em suas atividades humanitárias:

1. Lembre-se das quatro fases de um projeto:

  • PLANEJAMENTO – trabalhe com a comunidade para identificar uma necessidade que precisa ser sanada.
  • AQUISIÇÃO DE RECURSOS – obtenha voluntários, especialistas na área do projeto, contribuições de bens e serviços, e doações monetárias.
  • IMPLEMENTAÇÃO – depois que tiver um plano e os recursos necessários, inicie seu projeto. Lembre-se de promovê-lo nas mídias sociais e tradicionais.
  • AVALIAÇÃO – após a conclusão do projeto, pense no impacto que ele teve, assim como nos pontos positivos, desafios e lições aprendidas.

2. Escolha líderes experientes. É importante garantir que as habilidades de liderança estejam sendo usadas de forma construtiva. É preciso escolher as pessoas certas para cada função, com base em seus conhecimentos.

3. Pesquise. Os participantes do webinar introdutório afirmaram que a publicação Áreas de Enfoque é a mais indicada a se consultar durante a fase de planejamento. Acesse o nosso site para encontrar esta e outras publicações.

4. Faça planos a longo prazo. A sustentabilidade é essencial para o sucesso do projeto no futuro, devendo fazer parte de seu plano desde o início. Sustentabilidade significa oferecer soluções duradouras que a comunidade possa manter depois que o envolvimento do Rotary terminar. Portanto, treine e capacite os moradores para se responsabilizarem pela iniciativa.

5. Defina metas e relate suas conquistas. Lembre-se de inserir suas metas no Rotary Club Central e, depois, ver se a sua estimativa correspondeu aos recursos e fundos realmente utilizados no projeto. Use tais informações para planejar melhores iniciativas no futuro e compartilhe boas práticas com outros rotarianos.

6. Trabalhe com parceiros. Colabore com os nossos parceiros ou forme suas próprias parcerias com órgãos governamentais e organizações locais.

7. Busque apoio. Se precisar de ajuda, solicite um Subsídio Distrital/Global ou use o Rotary Ideas, nossa ferramenta de crowdsourcing.

8. Faça contratos quando comprar produtos ou serviços. É importante ter, por escrito, os termos dos serviços prestados e os detalhes dos materiais adquiridos.

9. Conecte-se com os parceiros do projeto. Um representante do seu clube deve visitar o clube parceiro e conhecer as pessoas envolvidas no projeto, assim como fazer o acompanhamento da iniciativa em suas diferentes fases.

10. Divulgue a causa. A arrecadação de fundos com um propósito específico é mais eficiente, pois ajuda os doadores a se envolverem emocionalmente e, consequentemente, fazerem doações.

Veja mais recursos em Meu Rotary.