Rotary promove agroflorestas sustentáveis em Alagoas

agrofloresta

Parceria entre rotarianos e agricultores: sustentabilidade no cultivo

Aos 41 anos, Maria José Cavalcante faz parte do assentamento de agricultores Flor do Bosque, na cidade de Messias, Zona da Mata de Alagoas. Para quem conquistou um pedaço de terra para cultivar graças ao movimento da reforma agrária, Maria vê uma nova mudança em sua vida graças a um projeto do Rotary. Continuar lendo

Descobrindo o poder do Rotary durante a pandemia

san-antonio-food-drive

Associados do Rotary Club de San Antonio, Texas, organizam os itens de uma campanha de alimentos no estacionamento de uma escola.

Por Nathan Rizzo, Rotary Club de San Antonio, Texas, USA

Sou associado há dois anos, mas aprendi o que realmente significa ser rotariano no meio da pandemia de covid-19. Quando meu estado, Texas, entrou em quarentena, o presidente do nosso clube, Brandon Logan, organizou um “happy hour virtual” nas noites de quinta-feira. Foi incrível ver todos os meus companheiros rotarianos. Passávamos uma hora colocando o papo em dia e, depois, falávamos de projetos e do que poderíamos fazer para ajudar durante a pandemia. Continuar lendo

Wakanda Rotária: Jovens negros mostram sua força e sua voz no Rotaract

wakanda_novo

Filipe, Natália e Daniel: fundadores do grupo Wakanda Rotária

Enquanto o movimento pela valorização das vidas negras ganhava as ruas no Brasil e no mundo nos últimos meses, um grupo de associados do Rotaract, clube de Rotary voltado ao público jovem, se formava para mostrar a representatividade da população negra dentro do mundo rotário.

Continuar lendo

Paz deve vir de dentro para fora

Por Lindsay Griswold, especialista sênior do programa Intercâmbio de Jovens e de proteção aos jovens

Eu cresci em uma casa que não era pacífica. Portanto, acho que a paz é algo que sempre procurei inconscientemente, em minha vida, trabalho, passatempos e outros interesses. Depois de me formar na universidade, entrei para o Peace Corps dos EUA e servi como voluntária em educação para surdos no Quênia. Esta experiência me mudou de inúmeras maneiras e me ajudou a ser mais paciente, flexível e resiliente.

Jul. 06-20

Lindsay Griswold participando de uma dança tradicional do Quênia durante seu voluntariado com o Peace Corps em 2006.

Ao voltar para casa, servi na AmeriCorps, trabalhei como educadora, recebi meu diploma de pós-graduação em trabalho social, e muito mais. Cada nova experiência aumentou minha paixão pela paz.

Continuei minha jornada em prol da paz quando iniciei minha carreira no Rotary International, em 2014. Eu trabalho com o Intercâmbio de Jovens, um dos programas mais fortes da nossa organização. Quando o Rotary anunciou a parceria com o Instituto de Economia e Paz (IEP) em 2017, fiquei entusiasmada para ver como isso se aplicaria aos programas rotários, incluindo o Intercâmbio de Jovens. Eu completei a Academia Rotary de Paz Positiva em 2018 e mais tarde fiquei sabendo do programa de Embaixadores do IEP por meio de um rotariano. Foi a oportunidade perfeita.

Os embaixadores participam de uma série de webinars que analisam dados abrangentes e atualizados sobre paz e prevenção de conflitos. Em seguida, eles colocam seus conhecimentos em prática, organizando uma apresentação ou projeto para sua rede ou comunidade.

Planejei meu projeto como um treinamento presencial durante uma sessão de orientação do Intercâmbio de Jovens para estudantes inbound e outbound, e intercambistas regressando à região de Asheville (Distrito 7670). Como o Intercâmbio de Jovens é um programa de estudos no exterior, foquei no pilar “bons relacionamentos com vizinhos” da Paz Positiva.

Mas a pandemia de covid-19 aconteceu e mudou tudo. Com o distanciamento social e lockdown mandatórios, ficou impossível realizar uma apresentação presencial.

Então, eu usei a flexibilidade que adquiri como voluntária e adaptei meu treinamento para um público virtual formado por ex-voluntários do Peace Corps. O foco foi o mesmo, mas agora estava analisando os serviços em diversos países através das lentes dos índices de Paz Global e de Paz Positiva de 2019.

Sep. 21-18-2

O projeto acabou sendo a parte mais significativa do programa para mim, embora no início estivesse preocupada com a tarefa. E quando tive que mudar meus planos, fiquei ainda mais ansiosa. Mas, por causa disso, me senti motivada a fazer uma apresentação interativa, de alta qualidade e relevante para meu público.

Ao olhar para protestos civis acontecendo nos EUA e em outras partes do mundo, eu me lembro do que aprendi no programa Embaixador do IEP. A paz começa de dentro para fora e é o primeiro sinal de que estamos na direção certa. Para ativar a Paz Positiva, devemos começar dentro de nós mesmos e dali estender esses esforços para nossos relacionamentos, bairros, cidades, estados e o mundo todo.

O Rotary tem parcerias com o Instituto para Economia e Paz e o Peace Corps. Quer se envolver mais com esforços pró-paz? Faça a Academia Rotary de Paz Positiva ou torne-se um embaixador IEP.

Rotary e os refugiados: projeto em Boa Vista apoia limpeza de abrigos

paulo_maquina

Paulo Bragato auxilia na produção de água sanitária

Em abril, o Alto Comissariado da Organização das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) contabilizava 5896 pessoas vivendo nos 13 abrigos do estado de Roraima. Com tantos refugiados vivendo juntos, as necessidades são inúmeras e atender a todas é um grande desafio. Um destes desafios é manter a limpeza destes locais, e foi pensando nessa necessidade que o Rotary entrou mais uma vez em ação para ajudar essa população. Continuar lendo

Por que fazer parte de um Grupo de Companheirismo?

Por Lisa Cook, Departamento de Engajamento e Serviços do Rotary

Os Grupos de Companheirismo são entidades internacionais formadas por pessoas que possuem interesses em comum. Integrar um desses grupos é uma ótima maneira de fazer amizades com pessoas do exterior, participar de uma comunidade global focada em um hobby ou profissão, e melhorar ainda mais sua experiência no Rotary.

bike Continuar lendo

Como organizar uma cerimônia de posse on-line

Por Stephen Sennett, secretário eleito do Rotary E-Club de Melbourne, Austrália

Sennet changeover

Com a aproximação do fim do ano rotário, os clubes se preparam para realizar a cerimônia de posse das suas lideranças. Como muitas outras coisas que a pandemia de covid-19 nos impôs, esta cerimônia não poderá ser realizada de forma presencial neste ano. Por conta disso, há clubes que estão avaliando se devem adiar ou simplesmente cancelar o evento. Eu já sou da opinião de que podemos nos adaptar e realizar a cerimônia on-line.

Pode parecer quase impossível realizar algo assim, mas meus companheiros da Austrália devem se lembrar de quando tivemos que adaptar o Dia Anzac, Continuar lendo

Como usar resiliência para fortalecer Rotary Clubs durante tempos difíceis

Por Jenny Stotts, presidente da Comissão de Desenvolvimento do Quadro Associativo do Distrito 6690

Resiliência é o processo de adaptação diante de adversidades. Quando vivemos um evento traumático ou estressante, nosso cérebro mostra uma série de caminhos para nos proteger. Estes processos biológicos ajudam a nos manter seguros. É durante nossa recuperação desses eventos que crescemos, mudamos e nos fortalecemos.

June 08-20-2

Continuar lendo