Por que vale a pena fazer parte do Rotaract

Por Maria Valentina Martinez Belo, associada do Rotaract Club Ing. Boris Walter (Venezuela)

Meu nome é Maria Valentina Martinez Belo. Sou venezuelana e associada do Rotaract Club Ing. Boris Walter. Há oito anos, graças ao meu clube, venho realizando um projeto que mudou minha vida e a vida de muitas pessoas para melhor.

O nome do projeto é Rotaract – Juntos por uma VIDA Cor de Rosa, ou Projeto Rosa. Por meio dele, dedicamos todo o mês de outubro para melhorar a vida de pacientes com câncer de mama, buscando alcançar quatro objetivos:  

1. aumentar a conscientização pública por meio de palestras;

2. coletar cabelo doado em salões de beleza;

3. arrecadar dinheiro para exames, medicamentos e tratamentos com a realização de um bazar; e

4. realizar um desfile de moda no final de outubro, em que pacientes com câncer desfilam com roupas de estilistas locais, o que contribui para sua saúde emocional e mental.

Hoje, não só dedico meu tempo para liderar o Projeto Rosa, mas também para cuidar de pacientes com câncer, colocando minha profissão de dentista a seu serviço através de uma unidade odontológica especializada para pessoas que estejam fazendo quimioterapia e radioterapia.

O Rotaract me deu a oportunidade de usar meus talentos para servir ao próximo

Para mim, usar nossos talentos é encher nosso coração de alegria e viver uma vida com propósito. E a melhor coisa de seu talento é que ele é seu. É único.  Descobri que o mundo precisa do que eu tenho a oferecer. Meu grande compromisso é dar o melhor de mim a serviço da humanidade.

Sempre tive uma paixão inabalável por organizar grandes eventos, explorando ao máximo minha criatividade e oferecendo as melhores experiências para que as pessoas se sintam especiais. Esse é o meu talento, é o momento em que vibro no mais alto nível. Pude colocar isso em prática no Projeto Rosa e, ao mesmo tempo, trabalhar para transformar vidas.

Nunca imaginei que pudesse fazer um desfile de moda com pacientes com câncer. Este se tornou o grande evento do meu clube e é altamente esperado pelas pacientes. No desfile, elas são as protagonistas. Há um conceito criativo muito inovador, que compara as estações do ano com as fases da doença, sendo o outono a época do diagnóstico, o inverno os tratamentos, a primavera o ressurgimento e o verão a cura. A passarela nos permitiu proporcionar um espaço terapêutico para as pacientes, pois elas podem compartilhar sua experiência com pessoas que estão passando pela mesma situação. Além disso, a iniciativa ajudou a empoderá-las, já que as modelos têm aulas de passarela e autoconfiança, e isso contribui para sua autoestima. Por último, a atividade nos permitiu, durante 8 anos, transformar cada paciente em uma líder que pode apoiar outras pessoas que sofrem de câncer, criando fundações e canais de ajuda.

O Rotaract nos dá a oportunidade de viver experiências incríveis

No Rotaract, tenho o compromisso de unir aquilo faço bem ao que amo e ajudar o clube. Por isso, tive experiências incríveis e excepcionais que me fizeram crescer e me transformar como ser humano. Eu me conectei ao Rotaract por meio do meu talento e nunca mais saí. Estou certa de que, como eu, muitos dentro da organização permanecem porque encontram o que estavam procurando: seu propósito de vida.

Faça parte do Rotaract. Junte-se a nós!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s