ITFR: tênis, companheirismo e projetos, sem Covid-19

Neste mês, em que celebramos os nossos associados, compartilhamos esta história contada por Marcos Franco, presidente do Grupo Internacional de Companheirismo de Tênis de Rotarianos, 2020-22. Ocorrida no final do ano passado, ela mostra como momentos de lazer e amizade fazem parte do que é viver no Rotary.

Os dias 2 a 5 de dezembro ficarão marcados na história do Rotary. Neles, 19 tenistas rotarianos brasileiros e seus familiares realizaram o 8º Campeonato Brasileiro do ITFR, para manter acesa a chama do companheirismo, um dos valores do Rotary International, que é a base do ITFR – Grupo Internacional de Companheirismo de Tênis de Rotarianos.

Por meio de seu Rotary Club, a cidade de Serra Negra – Distrito 4590 – foi o local escolhido, mais precisamente o CTK – Centro de Treinamento Kirmayr. Foram quatro dias de intenso companheirismo, jogos de tênis, muito aprendizado rotário e contribuição para o nosso grande projeto mundial: a erradicação da pólio.

Grupo de rotarianos e familiares se reuniu para campeonato de tênis

O maior desafio, sem dúvida, foi o de não permitir a participação do nosso maior inimigo: a Covid-19. Todo o torneio foi preparado com rígidos cuidados de higiene, distanciamento social, uso de máscara e ambientes abertos. Houve, inclusive, desistências de participantes por terem tido contato com portadores do coronavírus.

Os grupos de companheirismo têm como principal atração os encontros pessoais aliados à prática de uma atividade e, justamente por isso, os grupos têm tido muita dificuldade em realizar seus eventos. Durante a epidemia, os encontros internacionais estão proibidos, por isso, a necessidade de se manter esses eventos localmente. Ainda assim, no caso do Brasil, pela sua extensão, o deslocamento dos rotarianos é um desafio imenso. Tivemos participantes dos estados do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo, onde a maioria se deslocou de automóvel.

Além dos jogos entre rotarianos, rotarianas e familiares de várias idades distribuídos em suas categorias, houve momentos de lazer como um coquetel de recepção promovido pelos rotarianos de Serra Negra, uma degustação de vinhos fabricados nas cidades da serra da Mantiqueira e um show da Kirmar’s Band. Houve ainda passeios na cidade de Serra Negra e intenso companheirismo.

A organização foi executada com maestria pelo rotariano e diretor do torneio Alexandre Klein Maraucci, que soube unir com perfeição todos os ingredientes rotários e tenísticos para que os participantes não percebessem o tempo passar. Ele envolveu até um projeto do Interact do RC de Serra Negra que funciona no Centro de Treinamento Kirmayr: Corona Vírus, como se prevenir. O projeto consiste em fornecer um kit com máscara e sachê de álcool em gel, com instruções, para todos os frequentadores do centro de treinamento.

O Centro de Treinamento Kirmayr é o maior da América Latina no gênero. Foi criado no final dos anos 80 pelo ex-tenista e técnico profissional, muito conhecido em todo o mundo do tênis, Carlos Alberto Kirmayr. Kirmayr, cujo pai foi rotariano, também se tornou rotariano há três anos, vive e respira tênis 24 horas por dia. Além de realizar treinamentos, o CTK mantém há 15 anos um programa de preparação de jovens que desejam jogar tênis e estudar em universidades americanas. Kirmayr mantém em sua residência, no CTK, até 20 jovens em regime de internato, que cursam o ensino médio, estudam inglês e se preparam tecnicamente para jogar tênis com o objetivo de obterem bolsas de estudo. Esses mesmos jovens formam um Interact e desenvolvem projetos na comunidade.

O ITFR, fundado em 2004 e atualmente presidido por mim, possui hoje 1.918 membros registrados, sendo 405 da América do Sul, incluindo 280 brasileiros. O ITFR reúne membros de 80 países, sendo o 5º grupo de companheirismo com maior participação de países e o 6º maior grupo, dentre os 73, com maior número de membros.

A cada evento realizado, o grupo deve buscar apoio financeiro para projetos locais e para a pólio. Este 8º campeonato brasileiro contribuiu com US$ 1 mil para a pólio, graças ao apoio especial do governador Watson Travassos do D4420 para se atingir esse objetivo. Desde 2004, o grupo já contribuiu com US$ 387 mil para a pólio. Muitos projetos globais foram viabilizados por meio deste grupo internacional.

A realização deste torneio é a prova de que os rotarianos podem fazer muito pela comunidade, buscando soluções inovadoras neste momento delicado de pandemia mundial.

Para junho de 2021, está prevista a realização do 16º mundial em Taiwan, quatro dias antes da Convenção Mundial do Rotary International e, em novembro, a realização do 9º brasileiro em Maceió – AL.

Nosso website – itfr.org.

Nosso slogan – Faça um ace com o Rotary com um serviço vencedor.

Uma resposta em “ITFR: tênis, companheirismo e projetos, sem Covid-19

  1. Brava Gente Rotariana. Este Torneio já esteve presente em Guarapari – ES. Estou na torcida para que em breve ele possa voltar. O Rotary Club de Jaguaré Centenário – Distrito 4751 apoia e desenvolve a prática do Tenis. Viva!!

    Curtir

Deixe uma resposta para Atevaldo I Gabriel Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s