O Rotary está salvando mães e filhos na Nigéria

Por John Townsend, presidente do Grupo Rotary em Ação pela Saúde Reprodutiva Materno-Infantil (RMCH), e Emmanuel Lufadeju, coordenador nacional do RMCH da Nigéria 

Gift, uma jovem grávida de uma comunidade rural na Nigéria, está preocupada com o rápido inchaço em seus pés e as dores de cabeça cada vez mais frequentes. Ela está com medo de que algo possa estar errado com sua gravidez e que haja algum risco para o bebê. Pior ainda, Gift pensa sobre o que aconteceria com sua filha de três anos, caso ela morresse durante a gravidez. Como outras mulheres da comunidade morreram tragicamente de causas evitáveis durante a gestação, ela consulta sua mãe e uma parteira para obter orientação.

Quando uma mãe morre, seu recém-nascido também corre risco de vida. Em cada 30 mulheres que sofrem de complicações e requerem cuidados de saúde adicionais e caros, uma acaba morrendo. Isto é um problema crítico em um país com mais de 206 milhões de habitantes e 2,5% de crescimento anual, onde ocorrem 20% das quase 300.000 mortes maternas anuais em todo o mundo. Neste contexto, somente cerca de 12% das mulheres casadas conseguem usar contraceptivos para evitar gravidezes indesejadas, e apenas um terço tem acesso a atendimento médico de rotina.

Dr. Salawuddeen explica a imagem de um ultrassom para uma gestante no Sumaila General Hospital, na Nigéria.

Globalmente, estima-se que uma redução de 30% nas mortes maternas seria alcançada se todas as mulheres interessadas em planejamento familiar pudessem usar contraceptivos modernos para espaçar as gestações. Durante o primeiro ano após o nascimento de uma criança na Nigéria, quase 60% das mulheres querem esperar um tempo antes de engravidar novamente, mas não conseguem fazer isso, pois os suprimentos de contraceptivos frequentemente são irregulares e imprevisíveis, e muitos postos de saúde não têm funcionários qualificados. As mulheres carentes e marginalizadas enfrentam os maiores riscos.

O Grupo Rotary em Ação pela Saúde Reprodutiva Materno-Infantil (RMCH) tem ajudado a sanar esta disparidade por meio de diálogos com líderes e moradores, envolvimento com os sistemas de saúde e treinamento para trabalhadores da saúde. Felizmente, a mãe e a parteira da Gift participaram do treinamento oferecido pelo Grupo Rotary em Ação para abordar os sintomas associados à pré-eclâmpsia, garantindo que ela tivesse um parto seguro e que tanto ela quanto o neném recebessem cuidados pós-parto de qualidade. 

Nos últimos 25 anos, o Distrito 9125 (Nigéria) tem feito parcerias com o Distrito 1860 (Alemanha) e os ministérios da saúde federais e estaduais da Nigéria para garantir que as mães não morram desnecessariamente durante o parto. O Rotary está fazendo a diferença em grande escala, beneficiando 46 milhões de pessoas com treinamento a trabalhadores da saúde, educação sobre os benefícios de cuidados para saúde materno-infantil, e fornecimento de medicamentos essenciais. Para tanto, colaboramos estreitamente com a Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia da Nigéria (SOGON), a Associação Pediátrica da Nigéria (PAN), e a Associação Nacional de Enfermeiras e Parteiras Nigerianas (NANNM) na condução das nossas atividades, e com outros parceiros da sociedade civil para sustentar os resultados obtidos nacionalmente.  

O RMCH está empenhado em demonstrar o impacto e a sustentabilidade do programa de saúde materno-infantil na Nigéria e em compartilhar a experiência com outros Rotary Clubs e distritos do mundo inteiro. Não aceitaremos que outras mães como a Gift ou seus filhos morram desnecessariamente. Com o apoio dos ministérios da saúde, do setor privado e da equipe do Grupo Rotary em Ação pela Saúde Reprodutiva Materno-Infantil na Nigéria, este esforço terá um impacto significativo na saúde e vida de inúmeras famílias do maior país da África Subsaariana.

Para mais informações sobre o RMCH e como se envolver com a área de enfoque saúde materno-infantil, entre em contato com Prof. Emmanuel Lufadeju, coordenador nacional do RMCH na Nigéria, ou John Townsend, presidente do RMCH.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s