Dilema rotário: o que você faria?

Durante a pandemia, seu clube tem sido flexível e inovador para encontrar maneiras de fazer reuniões e projetos on-line. No segundo semestre do ano rotário, para continuar inovando, o presidente do clube encarregou a Comissão de Projetos Humanitários, que você preside, de criar uma nova oportunidade mensal de serviços participativos para que os associados possam se reunir virtual ou presencialmente (se for seguro).

Você acha que esse é um objetivo importante e tem algumas ideias de voluntariado virtual e formas de avaliar as necessidades da comunidade por meio de pesquisas digitais. Entretanto, há relutância entre os membros da comissão. Eles se sentem cansados com as mudanças e desejam esperar até que a pandemia acabe para trabalhar nesses objetivos e criar novas oportunidades de engajamento e voluntariado para aumentar o nível de participação de associados atuais e potenciais e causar maior impacto.

O que você faria? Deixe sua resposta abaixo…

2 respostas em “Dilema rotário: o que você faria?

  1. Nós chegamos à um ponto de real cansaço por tantas reuniões virtuais, muitas vezes ficar no computador já é a profissão da pessoa, e agora também se tornou o ambiente de servir.
    Apesar do cansaço, devemos lembrar que ainda há muito a ser feito em nossas comunidades, nós temos potencial criativo, intelectual e algumas vezes até de tempo para nos colocarmos à disposição dos membros das comunidades até mesmo no formato online.
    Os Rotarianos que hoje estão se colocando à disposição da comunidade – seja por sua expertise profissional ou de interesse – estão se conectando com mais pessoas do que nunca.
    Vamos aproveitar este momento com a melhor parte dele: chegar a muitos lugares de uma vez só.
    Em vez de mais uma reunião só de Rotarianos, que tal fazer um convite aos estudantes universitários de sua cidade/ região? Esta reunião digital pode ser descontraída, divertida e pode mostra-los como é importante fazer parte de um Rotary ou Rotaract Club.

    Curtir

  2. O mundo está cada vez mais integrado online e sem fronteiras, mais globalizado de forma irreversível.
    A Pandemia só veio para antecipar esse futuro.
    Não há fronteiras ou barreiras idiomáticas, tudo é possível.
    Muitas empresas que aderiram por força da Pandemia, o home office, ficou em definitivo. Descobriram uma forma de reduzir despesas de escritório e aumentar a produtividade.
    Se o colaborador antes cumpria horário no escritório, agora cumpre horário 24 horas disponível dentro de casa. Não há mais limite de horário de trabalho ou de descanso. Toda hora é hora.
    Esse era o sonho de muitas empresas, ver os colaboradores integrados às empresas, todo o tempo e com custo reduzido de infraestrutura.
    Em todos os setores da sociedade isso virou realidade, na indústria, no comércio e serviços.
    O Rotary não poderia ficar de fora, das novas formas de interação e integração social.
    Haverá muita resistência de pessoas mais velhas, mas é normal. O ser humano por sua natureza se acomoda na área de conforto, e com o passar do tempo, vai se acostumando no bem estar conquistado por anos de trabalho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s