Superando obstáculos para a erradicação da pólio no Paquistão

“Unir-se é um começo. Permanecer juntos é um progresso.
Trabalhar juntos é um sucesso.”

 – Henry Ford

Por Alina Visram, gerente da Comissão Nacional do Pólio Plus no Paquistão

Quando comecei a gerenciar a Comissão Pólio Plus do Paquistão, cerca de oito anos atrás, a erradicação da doença parecia estar ao nosso alcance. Usei a oportunidade para estudar a poliomielite mais a fundo. Pesquisei as causas e as consequências, as formas de prevenção, os tipos de vírus e como eles sobrevivem.

Distributing polio avocacy items to children

Em 2012, a dinâmica do meu país mudou. Tivemos que lidar com militantes hostis que se negavam a permitir que as equipes vacinassem as crianças em seu território. E muitos agentes de saúde foram alvo de ataques durante campanhas de imunização.

Rotary volunteer administering polio drops to a missed child

Em diversas regiões ocupadas por militantes, os quais impossibilitavam ou dificultavam o nosso trabalho, as crianças ficaram sem vacina. Além disso, mitos e concepções errôneas começaram a se propagar. Nosso maior desafio era mudar as opiniões e percepções das pessoas enquanto elas nos olhavam com desdém e desconfiança.

Decidimos expandir nosso time e trabalhar em colaboração com parceiros para traçar estratégias e abordagens inovadoras. Colocamos centros de apoio em regiões de alto risco, criamos postos em áreas específicas para vacinar populações nômades e deslocados internos, aumentamos a conscientização pública em comunidades com alto índice de analfabetismo fazendo uso de audiolivros, fizemos workshops com clérigos religiosos e incentivamos Rotary Clubs a realizarem feiras de saúde em áreas menos privilegiadas.

A incidência da pólio havia aumentado no país. Em 2014, reportamos 300 casos do vírus selvagem. Nos anos que se seguiram, trabalhamos com determinação ao lado do governo paquistanês para reduzir os índices de transmissão. Hoje, temos apenas quatro casos decorrentes do vírus selvagem e somente 11 globalmente.

AG Nosherwan Khan with children in rural areas up in the mountains

O Dia Mundial de Combate à Pólio, 24 de outubro, foi estabelecido pelo Rotary International em homenagem ao aniversário de Jonas Salk, que liderou a primeira equipe no desenvolvimento de uma vacina contra a poliomielite. A data visa reconhecer a longa e difícil jornada de todos os países endêmicos rumo à erradicação da doença.

A reta final é a mais difícil, mas estamos muito próximos da linha de chegada.

Quer contribuir para o nosso blog? Mande ideias, sugestões de posts ou uma história pessoal relacionada ao Rotary para globalcommunications@rotary.org.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s