Como minha primeira viagem à África mudou a minha vida

Por Shapreka Clarke, presidente do Rotaract Club de Eleuthera, Bahamas

Depois de 18 horas de voo, finalmente cheguei a Port Harcourt, na Nigéria, no dia 19 de outubro de 2016, para participar da 11ª Feira de Projetos da África Ocidental. Quando pisei em solo africano, não imaginava a aventura que estava à minha frente, as amizades que faria e como minha vida mudaria para sempre. Naquele momento, ao sair do avião, estava muito animada e um pouco nervosa.

Graças ao patrocínio do Rotary Club de Rancho Cotati, na Califórnia, pude embarcar nesta viagem com 34 rotarianos e rotaractianos dos Estados Unidos e das Bahamas. Em Port Harcourt, participamos da feira de projetos e de iniciativas comunitárias, e visitamos uma clínica que fornecia medicamentos gratuitos e uma escola onde distribuímos mochilas aos alunos. Também conhecemos lugares históricos e experimentamos muitas delícias da culinária local.

A Feira de Projetos da África Ocidental, o principal objetivo da nossa viagem, deu ao grupo a oportunidade de conhecer várias iniciativas e formar parcerias. Durante a feira, fiz uma apresentação com rotaractianos e rotarianos das Bahamas, Califórnia e Yenagoa (na Nigéria) sobre o nosso Projeto de Telemedicina, que permite a médicos da Califórnia se conectarem com colegas de áreas menos favorecidas para discutirem diagnósticos e planos de tratamento. Apesar da distância, os doutores têm acesso consistente a mentores e oportunidades educacionais. Nosso estande aumentou a conscientização sobre o projeto e incentivou os clubes da África a participarem e a formarem novas parcerias com clubes dos Estados Unidos.

Um dos destaques da viagem foi o Dia Mundial de Combate à Pólio. Nosso grupo, acompanhado por outros rotarianos e rotaractianos, começou o dia com uma caminhada de um quilômetro por Port Harcourt. Este passeio nos deu a oportunidade de conhecer a cidade e promover a erradicação da pólio. Jogadores de futebol paralímpico também nos acompanharam e, no final do dia, participaram de um jogo. Ver esses atletas em ação, apesar de suas deficiências, foi realmente inspirador.

Após a caminhada, visitamos postos de imunização contra a poliomielite em Port Harcourt, onde vacinamos crianças com menos de cinco anos de idade. Imunizar uma criança e ajudar a Nigéria a chegar mais perto da erradicação foi uma experiência incrível que jamais esquecerei.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esta viagem me permitiu entender melhor a importância do Rotary em outras partes do mundo. Tive a chance de participar de ações sociais, fazer amizade com rotarianos e rotaractianos da África Ocidental e me envolver em iniciativas locais em prol da saúde. Foi realmente uma experiência transformadora!

A Feira de Projetos da África Ocidental de 2017 será realizada em Accra, Gana, de 4 a 11 de outubro. Para mais informações, visite www.rotarywestafricaprojectfair.org; para se inscrever, envie um e-mail a registration@rotarywestafricaprojectfair.org.

Uma resposta em “Como minha primeira viagem à África mudou a minha vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s