Clube da Monróvia assume a frente em campanhas contra o ebola na Libéria

Por Monique Cooper-Liverpool, Rotary Club de Monróvia, Libéria

Nota do editor: desde que este artigo foi escrito no dia 29 de agosto, o número de casos de ebola aumentou na África Ocidental. Consulte o site da Organização Mundial da Saúde para os últimos dados do surto de ebola.

Ebola1Hoje é 29 de agosto, e acabamos de completar 5 meses desde que a Libéria registrou seu primeiro caso de ebola. Estamos agora no 35° dia da luta nacional contra o vírus, 23° dia de estado de emergência nacional e 20° dia de um toque de recolher forçado, o primeiro desde que o conflito civil no país terminou, em 2003. Nove companhias aéreas internacionais cancelaram a rota ou suspenderam seus serviços para a Libéria, reduzindo para apenas duas as companhias que continuam operando no país, com voos sobrevendidos e muito caros por causa da alta demanda e baixa oferta.

Até a semana passada, o vírus já tinha causado a morte de muitas pessoas. Vidas que poderiam ter sido salvas não foram por causa do estado precário dos hospitais e clínicas, e também do medo dos trabalhadores da área da saúde de tratar pacientes com ebola.

Não poderia ter havido momento pior para esta epidemia ter chegado ao nosso país. Estamos no terceiro ano sucessivo de déficit orçamentário e o preço das nossas commodities de exportação despencou, trazendo alta da inflação e fazendo a taxa de câmbio disparar.

Ebola2Em meio a este turbilhão, o Rotary Club de Monróvia resolveu enfrentar o problema. A presidente do clube, Vicki Cooper-Enchia, garantiu em discurso que o clube arrecadaria US$1.000 para a compra de luvas descartáveis para os agentes de saúde tratarem os pacientes infectados. Naquele mesmo dia, alcançamos o objetivo e, em 7 de julho, doamos 10.000 pares ao Ministério da Saúde.

Desde aquela época, o número de casos da doença praticamente triplicou, exigindo maior mobilização e ação imediata. Através dos rotarianos, que estão trabalhando com o Ministério da Saúde e com o maior hospital-universidade do país, o John F. Kennedy Medical Center, estabelecemos contato com o governo para ficarmos a par das maiores necessidades.

Nas últimas seis semanas, nosso clube levantou US$21.000 de organizações, empresas e pessoas para a campanha contra o ebola. Tamanha generosidade nos permitiu fornecer os itens necessários aos centros de combate à epidemia e ao Ministério da Saúde. Fazemos o que está ao nosso alcance, mas as necessidades continuam aumentando, tornando real a ameaça de alastramento deste vírus fatal.

Nossas doações ao governo incluem, até agora, 10.000 pares de luvas descartáveis, 3.000 pares de luvas cirúrgicas, 1.200 pares de luvas ginecológicas, 100 recipientes plásticos com bico para lavar as mãos, 80 colchões cobertos com PVC, 120 pares de botas de borracha, cupons para combustível, sabão, lençóis, lona para improvisar uma área de espera, mantimentos e remédios.

Para continuarmos lutando contra este mal, precisamos de US$100.000. Nossa demonstração de Dar de Si Antes de Pensar em Si se faz sentir com nossa campanha e nos fez respeitados perante o governo e a mídia. Para fazermos mais, precisamos do apoio dos companheiros do mundo inteiro.

Monrovia_Ebola

 —

O vírus do ebola causa febre hemorrágica e não tem cura. Mesmo recebendo cuidados, o risco de morte de quem está infectado oscila entre 60 a 90%. O vírus é passado pelo contato direto de fluídos corporais a partir de uma pessoa infectada depois que os sintomas aparecem, os quais são febre alta, suor, diarreia, vômito, sangramento e falência dos órgãos.

Para saber mais sobre o que está acontecendo na Libéria, visite o site do Ministério da Saúde e receba notícias da OMS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s